Image

49ª edição do Festival de Sintra dedicada ao Romantismo

festivalsintra

Esta edição do Festival de Sintra é marcada pelo Romantismo e pela presença de vários e importantes músicos internacionais e nacionais nos parques, palácios e quintas históricas de Sintra. Será palco também de uma homenagem a José Vianna da Motta, pianista e compositor do início do século XX.

Quase a atingir a 50ª edição, o Festival de Sintra, a par de intérpretes de nível mundial, foi um dos grandes beneficiários do mecenato da Marquesa do Cadaval.

A Marquesa do Cadaval, Olga Nicolis di Robilant, nasceu em Turim em 1900 e é descende de uma antiga família da mais alta aristocracia europeia, profundamente envolvida no mecenato e no mundo musical.

Representativa do Romantismo Russo, “Uma Noite em São Petersburgo” terá lugar no Palácio de Queluz a 11 de julho e contará com a participação de um dos ídolos mundiais do canto lírico, Sergei Leiferkus, intérprete frequente no MET de Nova Iorque, no Scala de Milão, no Covent Garden de Londres, na Staatsoper de Viena e em todos os grandes teatros russos, como o Bolshoi de Moscovo ou o Marinsky de São Peterseburgo.

Ao lado de Leiferkus, estarão Elisabete Matos, a mais representativa figura do canto português, e Artur Pizarro, pianista português que atualmente realiza a integral da obra a solo de Rachmaninoff, na Fundação Calouste Gulbenkian.

O festival inclui também um concerto de homenagem ao compositor José Vianna da Motta, pela Orquestra Sinfónica Portuguesa, liderada pelo maestro Álvaro Cassuto, no Palácio Nacional de Queluz (21 de junho).

Durante a apresentação do festival que tem início a 20 de junho, numa iniciativa que decorreu no MU.SA, Museu das Artes de Sintra, o presidente da Câmara Municipal, Basílio Horta, considerou que o Festival de Sintra é um grande momento para o concelho.

“Este é um grande programa. Vamos ter um excelente festival e será um grande momento para Sintra”, disse Basílio Horta.

A 49ª edição do Festival de Sintra resulta de uma parceria entre a Câmara Municipal de Sintra, o Teatro Nacional São Carlos e Opart - Organismo de Produção Artística.

O Festival de Sintra 2014 tem como diretor artístico Adriano Jordão, administrador do Teatro Nacional de São Carlos.