Image

Mitos e Lendas de Sintra em espaço interativo

mitos lendas 01

O Centro Interativo Sintra Mitos e Lendas foi hoje inaugurado pelo presidente da Câmara Municipal de Sintra, Basílio Horta, no edifício do posto de turismo da Vila, constituindo um convite à descoberta da dimensão misteriosa de Sintra, uma viagem no tempo e no espaço por mitos e lendas enquadrados historicamente, conciliando realidade e ficção, recorrendo ao uso de cenografia, da multimédia e propiciando experiências sensoriais.

Num percurso com 17 espaços distintos, ali são contados mitos e lendas que perpassam na intemporal noite de Sintra pela voz de diversos narradores e personagens, e, com recurso a tablets rotativos, será possível interagir com as imagens e focar diversos mitos e lendas georreferenciados, ativando a realidade aumentada que introduz uma animação dos mesmos. A título de exemplo, a lenda do “Túmulo dos Dois Irmãos”, uma das mais palpitantes histórias do imaginário de Sintra, é recriada numa cenografia inovadora, recorrendo a um holograma em dimensões reais que faz a ligação do real com o imaginado, entre muitos outros mitos e lendas de Sintra apresentados ao longo do percurso.

“Este é igualmente um projeto inclusivo, onde, para os visitantes com deficiência auditiva irão estar disponíveis tablets legendados que possibilitarão o acompanhamento da visita, bem como para visitantes com necessidades visuais especiais, para quem serão disponibilizados áudio guias com a descrição de todas as ações e respetiva envolvência”, salientou Basílio Horta

No Centro cruzam-se realidade e fição em várias dimensões, tendo-se contado com o trabalho criativo de uma vasta equipa de arquitetos, cenógrafos e especialistas em audiovisuais, hologramas, efeitos sensoriais, realidade aumentada e filmes 3D, tendo os visitantes contato com as lendas e os eventos históricos através de ecrãs touchscreen e de um filme de animação em telas, com recurso a vídeo mapping, apoiados por narração em áudio guia.

A sensação de entrar no Poço Iniciático da Regaleira ou a experiência imersiva de estar a bordo de um barco face a face com o Adamastor, enquanto se é envolvido pelas ondas do mar, ou, até mesmo, as cenografias e hologramas que recriam o universo pagão omnipresente nas lendas e mitos, através da natureza, animais e fadas, trarão a este espaço uma atmosfera onírica e palpitante, terminando a visita com o climax da envolvência no verde, ao som imersivo da floresta, jardim do Éden iniciático.

Resultado de uma parceria com a Associação de Turismo de Lisboa e a Entidade Regional de Turismo da Região de Lisboa com um custo total de um milhão e seiscentos mil euros, mas sem dispêndio de verbas municipais de relevo, espera-se que este equipamento propicie um aumento da oferta turística para os visitantes, seja um complemento lúdico e educacional para as escolas e se afirme como uma mais valia no contexto de Sintra Património da Humanidade, naquilo que de imaterial e mítico também ela transmite.

 

  • mitos_lendas_00.jpg
  • mitos_lendas_001.jpg
  • mitos_lendas_002.jpg
  • mitos_lendas_003.jpg
  • mitos_lendas_004.jpg
  • mitos_lendas_005.jpg
  • mitos_lendas_006.jpg
  • mitos_lendas_007.jpg
  • mitos_lendas_008.jpg
  • mitos_lendas_009.jpg
  • mitos_lendas_010.jpg
  • mitos_lendas_011.jpg
  • mitos_lendas_012.jpg
  • mitos_lendas_013.jpg
  • mitos_lendas_014.jpg