Projeto “Sintra Cresce Saudável” finalista para Galardão da Comissão Europeia

O projeto “Sintra Cresce Saudável” foi selecionado pela Comissão Europeia como um dos três finalistas para a atribuição de um Galardão para a área da saúde. Em 2019 este Galardão distinguirá projetos de Organizações Não Governamentais, cidades ou escolas que apresentem projetos que visam a prevenção e redução da obesidade nas crianças e jovens.

A avaliação final encontra-se em fase de seleção, tendo por base os seguintes critérios de atribuição da distinção: a relevância para o tópico escolhido para a atribuição do Galardão EU Saúde 2019 no que diz respeito à prevenção e redução da obesidade nas crianças e jovens; a eficácia e impacto contribuindo para fomentar a adoção de dietas saudáveis e/ou atividade física nas crianças e jovens; a transferibilidade, a iniciativa pode ser replicada por outros Estados Membros ou ao nível da própria União Europeia. As conclusões obtidas podem ser uma mais-valia para outras Organizações Não Governamentais, cidades, escolas, entidades governamentais e para toda a comunidade ligada à saúde pública comunitária instalada em território europeu; a sustentabilidade, o projeto pode ser prolongado num período de tempo alargado sem que tal represente uma necessidade de injeção substantiva de recursos adicionais, e a inovação e criatividade por conter uma abordagem criativa e inovadora no que diz respeito ao público alvo, aos processos educacionais ou à utilidade dos resultados obtidos                                
O projeto “Sintra Cresce Saudável” envolve a comunidade na promoção de estilos de vida saudável em escolas do primeiro ciclo do ensino básico. Esta iniciativa é dinamizada pelo Município de Sintra com o apoio de parceiros na área da saúde, da academia e de organizações de âmbito nacional.

O projeto capacita as comunidades escolares na área da promoção da saúde, combinando estratégias educacionais com alteração das práticas ao nível da sustentabilidade e das alterações climáticas, fazendo convergir as diferentes dimensões na opção por estilos de vida mais saudáveis e mais conscientes.

Existem três grandes áreas de intervenção: o currículo (sessões semanais em Educação alimentar dinamizadas pelos professores titulares da turma), ambiente alimentar e atividade física. A monitorização regular e a avaliação baseada em evidência são conduzidas e supervisionadas pela academia.

 

Image
Image
Image