Image

Festas em Honra de Nossa Senhora da Saúde em destaque este fim de semana

A Festa em Honra de Nossa Senhora da Saúde, espetáculos, exposições ou cinema, são algumas opções que poderá visitar em Sintra durante o fim de semana.

Entre os dias 30 de agosto e 8 de setembro, o Largo de São João das Lampas recebe a Festa em Honra de Nossa Senhora da Saúde, com entrada livre.

A festa terá espaços de divertimentos, bancas de restauração, vendedores ambulantes e artesãos, e um programa diversificado, como bailes, teatros, fados, bandas filarmónicas, ranchos folclóricos, entre outras atividades.

A 15.ª edição do Campeonato de Bodyboard, realiza-se nos dias 31 agosto e 1 de setembro, na Praia de Magoito. Nesta edição haverá também exibição de Surf Adaptado, torneio de Voleibol e um encontro nacional de Bodysurf.

Antecipando as comemorações do centenário do nascimento de Maria Almira Medina, a Casa-Museu Leal da Câmara, na Rinchoa, vai receber nos dias 29, 30 e 31 de agosto, um tributo em sua honra, figura ímpar da cultura sintrense, falecida em janeiro de 2016.

O relvado do Parque de Monserrate é palco para o ciclo de cinema “Esplendor na Relva”, sob o tema “Os Heróis”. No dia 30 de agosto será projetado o filme “O Exterminador Implacável”, e no dia 31 de agosto, é possível assistir ao filme “Intriga Internacional”, ambos às 21h30.

O espetáculo “Nocturnus” está em cena na Quinta da Regaleira, até dia 7 de setembro, às sextas e sábados, pelas 23h59. “Nocturnus” é uma criação original que pretende explorar e fundir o universo literário de Edgar Allan Poe, com o cenário esotérico de Sintra.

O MU.SA – Museu das Artes de Sintra tem patente a exposição “O Espaço ilimitado da pintura” obras da coleção de Nadir Afonso, que se insere nas comemorações do centenário do nascimento do pintor, datado de 4 dezembro de 1920. Grande parte das obras expostas são da coleção de Laura Afonso, viúva do pintor, e da Fundação Nadir Afonso. 

“Agricultores e Pastores da Pré-História – Testemunhos da Região de Sintra” é a mostra que está patente no Museu Arqueológico de São Miguel de Odrinhas, onde se reúnem mais de 500 objetos que testemunham a densa ocupação humana de Sintra durante a Pré-história recente, ou seja, desde meados do 6.º milénio (Neolítico antigo) até finais do 3.º milénio A.C. (Calcolítico final).