Image

Feira Quinhentista em destaque este fim de semana

A Feira Quinhentista, onde se vai recriar ofícios da época, é o grande destaque para visitar Sintra este fim de semana e conviver com mercadores e artesãos de outras paragens nas tascas e nas tavernas e assistir a dança, música, teatro e oficinas.

De 18 a 21 de julho, a Praça D. Fernando II, em São Pedro de Sintra, recebe mais uma edição da Feira Quinhentista, recriando um mercado de época, com entrada livre. Serão quatro dias de feira, onde poderá conhecer alguns dos ofícios da época de D. Manuel I, como a tinturaria, a tecelagem e a moagem.

Esta recriação histórica contará com animação permanente num ambiente de festa com personagens do povo e da nobreza recriando várias situações do quotidiano em interação com o público, assim como quiosques destinados à venda de diversos produtos.

A secção de atletismo do Grupo União Recreativo Desportivo MTBA, com o apoio da União de Freguesias de São João das Lampas e Terrugem e a Câmara Municipal de Sintra, promove a realização da 1.ª edição da Corrida Aniversário M.T.B.A., no dia 21 de julho, às 10h00.

Na comemoração dos 130 anos após a publicação da edição d'Os Maias de Eça de Queirós, a Quinta Mont Fleuri, recebe um espetáculo que integra o teatro Os Maias com o Jantar Queirosiano, às 20h00, no dia 21 de julho. O espetáculo, inicia-se às 21h30 e decorre no exterior da Quinta Mont Fleuri. 

O espetáculo gratuito de Ópera na Rua regressa esta sexta-feira, dia 19 de julho, às 21h30, aos Jardins da Quinta da Fidalga, em Agualva-Cacém. O espetáculo, de entrada livre, encanta pela envolvência do lugar juntamente com experiência musical que tornarão esta numa noite memorável.

A Casa Museu Leal da Câmara tem patente a exposição temporária “Casas de Campo na Rinchoa e Mobiliário de Autor” que mostra os projetos das várias vivendas de veraneio, concebidos por Mestre Leal da Câmara e por outros arquitetos seus contemporâneos, as quais foram, posteriormente, construídas na Rinchoa, através da empresa ‘A Realizadora’, nas décadas de 1930 e 1940.

O MU.SA – Museu das Artes de Sintra tem patente a exposição “O Espaço ilimitado da pintura” obras da coleção de Nadir Afonso, que se insere nas comemorações do centenário do nascimento do pintor, datado de 4 dezembro de 1920. Grande parte das obras expostas são da coleção de Laura Afonso, viúva do pintor, e da Fundação Nadir Afonso. 

“Agricultores e Pastores da Pré-História – Testemunhos da Região de Sintra” é a mostra que está patente no Museu Arqueológico de São Miguel de Odrinhas, onde se reúnem mais de 500 objetos que testemunham a densa ocupação humana de Sintra durante a Pré-história recente, ou seja, desde meados do 6.º milénio (Neolítico antigo) até finais do 3.º milénio A.C. (Calcolítico final).