Image

Concerto Barroco no Palácio de Queluz

queluz azul

O Palácio Nacional de Queluz é palco para o terceiro concerto do ciclo “Noites de Queluz – Tempestade e Galanterie”, em que o pianista Arthur Schoonderwoerd apresenta “Beethoven: Beleza à Beira do Abismo”, no dia 17 de outubro, às 21h30.

Neste recital de pianoforte, em que viajaremos até à Viena do final de Setecentos e início de Oitocentos, serão abordadas quatro obras da primeira fase da produção pianística de Ludwig van Beethoven - compostas entre 1798 e 1802 - e coincidindo com a altura em que o pianoforte se impõe de forma definitiva face ao cravo.

Estas obras não só precederam a descoberta por parte de Ludwig van Beethoven da irreversibilidade da sua gradual surdez – facto que explicará o “Testamento de Heiligenstadt” – como são dos anos que precederam a extensão das Guerras Napoleónicas à escala europeia. Daí o título do concerto: “Beethoven: Beleza à Beira do Abismo”.

Arthur Schoonderwoerd é um dos mais reconhecidos forte-pianistas da sua geração. As suas áreas de interesse especial incluem a interpretação de música para piano dos séculos XVIII e XIX, o repertório deste período, bem como o estudo dos vários instrumentos de teclado desta época.

Apresentado pela Parques de Sintra e pelo Divino Sospiro - Centro de Estudos Musicais Setecentistas de Portugal (DS-CEMSP), “Noites de Queluz – Tempestade e Galanterie” é um ciclo de música barroca que decorre até 31 de outubro e é composto por oito concertos.

Preço : 10€

Mais informações:
Website: www.parquesdesintra.pt
Telefone: 21 923 73 00