Sintra vai ser palco do melhor improviso do universo

Espontaneo2018

O Festival Internacional de Teatro de Improviso – Espontâneo 2018 vai dar a conhecer artistas e companhias de referência, nacionais e internacionais, de 15 a 18 de fevereiro, no Centro Cultural Olga Cadaval. A edição deste ano, a sétima, contará com companhias e atores de países como Espanha, USA, Israel e Brasil.

O director artístico do festival, Marco Graça, disse hoje, em conferência de imprensa, que esta edição do festival aposta em "manter uma programação muito heterogénea, que quase vai do A ao Z da improvisação".

A proposta para este ano é "fazer Shakespeare improvisado", sublinhou. "No fundo, para mostrar ao público que a improvisação é um universo em si mesmo, enquanto linguagem artística", o certame oferece espetáculos de expressões muito diversas, de "profundamente cómicos ou quase de raiz cómica, até outros com dramaturgia muito afastada da comédia".

O intuito é, segundo Marco Graça, "ter uma programação com valor intrínseco, que mostra uma coisa e o oposto dessa mesma coisa, usando a mesma linguagem artística", o improviso.

Foi no ano de 2012 que a companhia de improvisação teatral, Instantâneos, produziu a primeira edição do Espontâneo. Ao longo das suas seis edições, foi responsável por trazer até Portugal, dezenas de improvisadores de todo o mundo e afirmou-se como o único evento internacional de improvisação teatral, no nosso país.

Tudo isto tornou o festival numa referência além-fronteiras e faz de Portugal, um ponto de passagem obrigatório para improvisadores de todo o mundo, estando mesmo nomeado para o Iberian Festival Awards, na categoria de Melhor Festival Não Musical.