Exposições de pintura e de fotografia em destaque este fim de semana

Concertos, exposições de pintura e de fotografia são algumas das sugestões para visitar Sintra este fim de semana.

Os Concertos de Primavera – Ciclo de Música Barroca de Sintra –, chegam à Igreja de S. Pedro no dia 3 de maio, às 21h30, com o concerto “Integral das Sonatas para Violoncelo" de Benedetto Marcello.  Benedetto Marcello é um dos compositores de referência do barroco veneziano e será interpretado por Kyril Zlotnikov no Violoncelo, e Marcos Magalhães no Cravo.

“Famílias Destrambelhadas” é a exposição de originais de João Vaz de Carvalho, que inaugura no dia 4 de maio, às 16h00, na Casa dos Hipopómatos. O ilustrador, juntamente com o escritor Claudio Hochman, vão estar presentes para uma conversa e sessão de autógrafos. No final, a Casa de Chá antecipa a celebração do Dia da Mãe, oferecendo um lanche e uma prenda para as mães.

O MU.SA – Museu das Artes de Sintra vai ser palco para o concerto “Histórias que o Fumo Conta” dos Urze de Lume, no dia 4 de maio, às 21h30. Em contraste com as paisagens frias e agrestes da Serra do Larouco e Montesinho que Urze de Lume tem habituado o seu público, nos concertos de palco "Histórias que o fumo Conta” procura apresentar um espetáculo mais intimista, introspetivo e acolhedor.

A exposição de fotografia “Como eu te vejo…Sintra”, de Luís Rodrigues, inaugurada nas comemorações do 25 de abril, está patente até dia 29 de junho, nos Paços do Concelho, em Sintra. Sendo um amante da Natureza e tendo como pano de fundo uma das mais belas serras de Portugal, Sintra foi desde sempre a sua maior inspiração.

A exposição “O Espaço Ilimitado da Pintura”, obras da coleção de Nadir Afonso está patente no MU.SA – Museu das Artes de Sintra e insere-se nas comemorações do centenário do nascimento do pintor, a 4 dezembro de 1920.

“Vida e obra de Artur Anjos Teixeira” é o nome da exposição temporária que que está patente até 5 de maio no Museu Anjos Teixeira. Nesta exposição será revelado um pouco da vida e obra de Artur Anjos Teixeira, um dos escultores mais importantes portugueses do século XX, recorrendo a fotografias, desenhos e maquetes de peças do escultor.

A Galeria Municipal – Casa Mantero tem patente a exposição de pintura de André Kano, até 4 maio. Tal como um poeta, é na tela que, André Kano, mostra o seu lado mais emotivo: rima com as cores e texturas, molda com a luz muito mais do que os sentidos podem captar.

 “Agricultores e Pastores da Pré-História – Testemunhos da Região de Sintra” é a mostra que está no Museu de Odrinhas, onde se reúnem mais de 500 objetos que testemunham a densa ocupação humana de Sintra durante a Pré-história recente, ou seja, desde meados do 6.º milénio (Neolítico antigo) até finais do 3.º milénio A.C. (Calcolítico final).