Alterado - “Da pré-atualidade à Idade Média: as tradições ancestrais e os seus derradeiros séculos” no Museu de Odrinhas

A inauguração da exposição “Da pré-atualidade à Idade Média: as tradições ancestrais e os seus derradeiros séculos”, no Museu Arqueológico São Miguel de Odrinhas, foi alterada para data a indicar oportunamente.  

A exposição irá criar uma nova secção expositiva no Museu, o “Claustro do Tempo”, as centenas de peças a expostor remontam à época moderna e medieval, de quando Sintra e os seus campos integravam já o Reino de Portugal, testemunhos do quotidiano das populações multiculturais – judeus, mouros e cristãos – que aqui habitaram.

Sob o signo da Cruz cedo surgiram as igrejas e ermidas, estabeleceram-se circunscrições paroquiais e instalaram-se ordens religiosas. Pouco a pouco, as mentalidades alteram-se. A sinagoga e a mesquita restringem-se a minorias, cada vez mais exíguas, e a intolerância acaba por predominar.

Com esta exposição pretende dar-se a conhecer a ancestral origem das populações, desde há séculos conhecidas como “saloias”, sobretudo formadas e definidas como tal no decurso do longo período representado neste “Claustro do Tempo”.