Image

Autarquia comparticipa obras de reabilitação urbana

A Câmara Municipal de Sintra aprovou entre março e junho, ao abrigo do Programa REAVIVA, seis candidaturas para obras de reabilitação urbana comparticipadas em cerca de 72 mil euros.

O Programa REAVIVA concede apoio financeiro a fundo perdido, destinado à execução de obras de reabilitação de prédios urbanos integrados em Áreas de Reabilitação Urbana, cuja comparticipação incide sobre as partes comuns dos mesmos. As candidaturas aprovadas entre março e junho, com comparticipação de 30 % e 50% do valor de orçamento total, são respeitantes a imóveis inseridos na Área de Reabilitação do Centro Histórico de Sintra, Área de Reabilitação de Queluz/Belas, Área de Reabilitação Urbana de Agualva, Área de Reabilitação Urbana do Pendão, Área de Reabilitação Urbana Mem Martins Rio de Mouro.

O presidente da Câmara Municipal de Sintra, Basílio Horta, sublinha que “é importante dar lugar a programas como este, que visam a requalificação e valorização do património, programas que contribuem para o reforço da identidade dos valores locais construídos, programas que promovam e preservem a qualidade arquitetónica e a imagem urbana e que, tendo isto em linha de pensamento, aumentem o valor ambiental e de qualidade de vida das pessoas”.

As Áreas de Reabilitação Urbana de Sintra abrangem atualmente cerca de 78 mil pessoas. A realização de obras em imóveis deverá reabilitar a imagem arquitetónica do edificado, recuperar elementos arquitetónicos em vez de os substituir por outros, integrar materiais com composição igual ou semelhante aos originários e valorizar intervenções que se confirmem de relevo.

Os apoios previstos neste programa assumem a forma de subsídio não reembolsável, concedido pela Câmara Municipal de Sintra, e têm carácter de complementaridade ao autofinanciamento.

A segunda fase de candidaturas decorre até 31 de dezembro de 2020, com um apoio financeiro a fundo perdido até 30 mil euros.

Mais informações em reaviva.sintra.pt

 

 

Image