Image

Câmara apresenta projeto Eixo Verde e Azul para Sintra

web CMS 9867

Câmara apresentou publicamente o projeto “ Eixo Verde e Azul” para Sintra, esta sexta-feira, no auditório do Palácio Nacional de Queluz, cujo investimento total é 11, 3 milhões de euros e que beneficiará no total 60 mil cidadãos. A primeira fase da intervenção é no Parque Nacional da Serra da Carregueira (24ha), junto ao aglomerado de Belas e corresponde a 1,8 milhões de euros.

“Este é um projeto muito bem executado promove a conetividade ecológica em meio urbano, salvaguarda os riscos de cheias e protege o património histórico-cultural e é também um importante instrumento para romper com o passado, uma década de falta de investimento no espaço público”, afirmou Basílio Horta.

O Parque Municipal Florestal da Serra da Carregueira com 195 ha tem um custo global de 10 milhões de euros e será realizado em cinco fases, tendo início junto ao aglomerado de Belas, e permitirá criar uma nova centralidade com espaços de lazer e desporto, para usufruto e vivência da população ao ar livre. Este projeto será coordenado pelo professor Sidónio Pardal, da Universidade Técnica de Lisboa.

Outro projeto municipal, integrado no “Eixo Verde e Azul”, trata da requalificação do sistema Jamor-Carenque e da área envolvente ao Palácio Nacional de Queluz, que valorizará ambiental, social e economicamente toda a região. 

A intervenção estimada em 800 mil euros para  controlo de cheias na bacia hidrográfica do Rio Jamor, especificamente na ribeira de Carenque, tem como principal objetivo  salvaguardar o Palácio Nacional de Queluz das cheias que ciclicamente têm destruído a área circundante do monumento nacional.  

A Câmara Municipal de Sintra submeterá candidatura a fundos comunitários para financiamento de 2,5 milhões de euros. 

Campanha "Sintra Chama" apela à limpeza de terrenos

Image
Image