Obras concluídas pelos SMAS-SINTRA (outubro)

OBRAS REPORTOUT2016

Os Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Sintra concluíram obras de manutenção, remodelação e reparação da rede de águas e esgotos em vários locais do concelho.

Além das grandes obras estruturantes em curso que visam servir melhor as populações do município, foram concluídas intervenções de menor dimensão nos seguintes locais: em Almoçageme, Rua das Burjacas, execução de prolongamento de coletor de águas residuais domésticas e respetivo ramal; no Linhó, Praceta Santa Paula Frasseneti, desobstrução de ramais pluviais e substituição de dois sumidouros; na Quinta da Beloura, Rua Mato da Mina, desobstrução de ramal doméstico e reparação de conduta; em Queluz, Rua Ponte Pedrinha, instalação da rede pluvial numa extensão de 20 metros, para receção de efluentes pluviais junto ao Mercado de Queluz e desativação de ligações ilícitas de águas pluviais ao sistema de drenagem doméstico; em Albarraque, Rua do Moinho, reparação de coletor e ramal doméstico; em Pexiligais, Rua Cabecinho da Mó, desobstrução e reparação de ramal doméstico, numa extensão de 6 metros, com a execução de uma caixa de ramal domiciliário para facilitar as operações de manutenção; em Sintra, Av. Almirante Gago Coutinho, desobstrução e limpeza dos coletores no Gabinete Médico Vetrinário (canil municipal); em Agualva, Rua Cidade de Praga e em Lourel, Estrada da Cavaleira, substituição de válvulas de seccionamento que se encontravam inoperacionais ou com anomalias de funcionamento, e são elementos fundamentais no caso de ocorrerem anomalias na rede de abastecimento de água, seja possível uma rápida intervenção no seu fecho, minimizando a área afetada pela interrupção; em Sintra (Av. Movimento das Forças Armadas), S. João das Lampas (Estrada da Samarra), Queluz (Av. António Enes), Serra das Minas (Rua Aquilino Ribeiro) e em Mem Martins(Av. Chaby Pinheiro), reparação das caixas de visita para facilitar o manuseamento das válvulas de seccionamento. Na Serra de Casal de Cambra e Reservatório da Vigia, iniciou-se a prospeção nas respetivas condutas, no âmbito da campanha de deteção de fugas de água, face aos valores dos caudais registados no Waternet Portal


Imprimir