3 de abril de 1903: A visita a Sintra do rei Eduardo VII de Inglaterra

3-abril-14efemeride-1A visita de Eduardo VII a Portugal foi a primeira deslocação que o monarca realizou ao estrangeiro após a sua coroação. A visita a Sintra decorreu no dia 3 de abril de 1903, tendo os reis D. Carlos e Eduardo VII saído da estação do Rossio às 11h17 e chegado a Sintra 20 minutos depois. Aí, visitaram a Pena, onde lhes foi servido um almoço, percorrendo depois o parque. Eram cinco horas quando o comboio real chegou à estação do Rossio, levando de volta os monarcas e a comitiva.

3-abril-14efemeride-2Eduardo VII, Rei da Grã-Bretanha e da Irlanda, tinha embarcado com destino a Portugal no dia 31 de março de 1903, em Portsmouth, a bordo do iate Victoria and Albert. O iate cruzou a barra do Tejo às 14h30 de 2 de abril, acompanhado dos couraçados ingleses Minerva e Vénus.

Na sua receção reuniram-se entre Algés e Belém os cruzadores D. Carlos, D. Amélia e Adamastor e um conjunto de vapores. Cerca das 16 horas, altura em que o iate ancorou, o rei D. Carlos dirigiu-se-lhe no bergantim real, encaminhando-se depois para o Cais das Colunas. Após a receção oficial, organizou-se um cortejo de seis coches, cada qual ladeado por criados da casa real e um vasto conjunto de forças militares.

O programa de viagem do sucessor da rainha Vitória contou com uma visita a Sintra e Cascais, noite de fogo de artifício e iluminações no rio, inauguração do clube inglês nas Janelas Verdes, sessão na Sociedade de Geografia, tourada no Campo Pequeno e ainda uma récita de gala no Teatro São Carlos, com a ópera O Barbeiro de Sevilha.

A visita a Portugal, que teve como objetivo estreitar os laços entre as duas nações, terminou a 7 de abril, quando "às vergas dos navios subiram os marinheiros a soltar os vivas da ordenança".

Notícia sobre a visita publicada na revista "O Occidente":revista-occidente