Sintra volta a receber o Festival de Cinema LEFFEST

A apresentação do programa da 12º edição do Festival Lisbon & Sintra Film realizou-se esta segunda-feira, no Palácio Nacional de Queluz, contando com a presença do presidente da Câmara Municipal de Sintra, Basílio Horta, a vereadora da cultura da Câmara Municipal de Lisboa, Catarina Vaz Pinto e o diretor do LEFFEST, Paulo Branco.

Este festival irá ser centrado em dois ciclos temáticos baseados nas novas politicas sociais emergentes no panorama internacional, tais como o “Neoliberalismo – a semente do populismo e dos novos fascismos?” e “O desejo chamado “Utopia”. O objetivo, refere Paulo Branco, será gerar no público a reflexão sobre “as medidas neoliberais que estão a ser tomadas, podendo dar origem a graves consequências”.

Serão 12 os filmes em competição, havendo entre eles um português de Rita Azevedo Gomes. Um ponto alto do Festival para o cinema nacional, irá ser a homenagem numa completa retrospetiva a João Botelho, considerado como “um cineasta absolutamente fundamental para o cinema português”.

O presidente da Câmara Municipal de Sintra, Basílio Horta congratulou a escolha dos dois ciclos temáticos, mencionando que “este Festival vai muito para além do cinema, é uma grande oportunidade de mostrar o cinema como uma arte multidisciplinar”.

O edil faz também uma alusão relativamente à programação diversificada do LEFFEST, referindo que também o Festival de Sintra, a realizar-se de 20 de setembro a 14 de outubro, irá expandir-se às escolas e associações, atraindo assim novos espectadores.

A finalizar, Basílio Horta visa que o Festival “vai ser um grande momento e tem muito gosto de o acolher, de o apoiar e de participar”.

O Festival Lisbon & Sintra Film irá ocorrer entre os dias 16 e 25 de novembro. Sintra e Lisboa irão repartir o palco deste festival, sendo oito os espaços escolhidos: Cinema Medeia Mundial, Espaço Minas, Teatro D. Maria II, Cinemateca portuguesa, Centro Cultural Olga do Cadaval, Palácio Nacional de Queluz, MU.SA – Museu de Artes de Sintra e Palácio Nacional de Sintra. 


Imprimir