Sintra continua a investir em reabilitação urbana

A Câmara Municipal de Sintra vai comparticipar duas candidaturas para reabilitação urbana realizadas ao abrigo do programa ReaVIVA, no valor de 23 mil euros.

Este apoio, aprovado esta quinta-feira em reunião de executivo, irá permitir intervencionar dois imóveis, no domínio da conservação das partes comuns dos edifícios.

Para o presidente da autarquia de Sintra, Basílio Horta, o ReaVIVA é “um instrumento fundamental para a revitalização dos meios urbanos e impulsionar a renovação do espaço público, valorizando desta forma o património e consolidar centralidades afirmando a identidade do local”.

Os imóveis estão inseridos na Área de Reabilitação Urbana de Massamá/Monte Abraão e na Área de Reabilitação Urbana de Queluz/Belas, sendo o primeiro composto por 10 frações habitacionais, e o segundo por 16 frações habitacionais.

O ReaVIVA é um programa de comparticipação financeira a fundo perdido que se destina à realização de obras de conservação, alteração, manutenção e restauro a realizar nas partes comuns e exteriores de prédios urbanos, integrados em ARU, com apoio financeiro até aos 30 mil euros.

As ARU de Sintra abrangem atualmente cerca de 78 mil pessoas. A realização de obras de imóveis deverá reabilitar a imagem arquitetónica do edificado, recuperar elementos arquitetónicos em vez de os substituir por outros, integrar materiais com composição igual ou semelhante aos originários e valorizar intervenções que se confirmem de relevo.

Mais informações sobre o programa ReaVIVA AQUI.

Image